DITO BIANCHI

''Quem escreve constrói um castelo e quem lê, passa a habitá-lo.''

'Je suis cassée'
palavras lançadas sobre a mesa
que deixaram em evidência,
novamente,
uma realidade adiada.
Quando eu era seu ritmo,
pensava que o fim
não tinha fim,
acreditava que sua melódica voz
conduzia-me e embrulhava-me
contra os malfeitores.
Você me trazia luz
trazia-me colo
trazia-me…
e agora?
O piano soa desparceirado
quando está lejos
a casa parece abandonada
quando seu riso está calado.
vou rascunhando meu pensamento
insano-pertinente
enquanto flores de vinte bons anos
são entregues
algumas restauradas
outras intactas
todas perfumadas
com a fragrância juvenil do amor,
sentimento bem escondido
na caixinha temporal
dentro de mim,
dentro dos calafrios que você deixou.
Hoje, eu sujo minhas mãos de dor
para limpar a dor de ontem,
ela corrói
ela adoece
ela quem me trouxe até aqui
ela não existia
quando eu era seu ritmo.

(QUANDO EU ERA SEU RITMO) Dito Bianchi

(Fonte: melisica, via xixixmcmxcvi)