D I T O | B I A N C H I

''Quem escreve constrói um castelo e quem lê, passa a habitá-lo.''

Eu me aqueço com seu calor
mesmo assim,
não esqueço seu odor
falo sobre o odor intelectual
seu déficit de alguma coisa…
que alguns bons movimentos
fazem esquecer com perfeição
aprofundando-me em outros predicados.
Sou jovem e desarmado,
mas eu me aqueço com seu pudor
e esse compasso desafinado
expõe almas imperfeitamente perfeitas,
apagadas pelo medo
e revigoradas por suas próprias iluminações.
Próximo ao meio
eu me aqueço com sua nudez,
distorcendo a memória patética
que as roupas carregam.
Eu me aqueço com seu toque
intensificando os vultos
que minha imaginação produz,
balanço-me para fazer um teste
resisto ao sentimento para comprovar uma tese,
um olhando ao outro
meio zonzos
sorrio por ter um sorriso.
Eu me aqueço com sua insensatez
traçando uma linha magra
entre meu universo
e sua realidade,
seu suor prematuro
deixou em xeque a nudez do meu corpo
como devo agir?
Eu me aqueço com seu gozo
eu me aqueço com a ternura dos seus castanhos
eu me aqueço com sua luxúria angelical
eu me aqueço com o tempo
que o acaso nos criou
eu me aqueço, querido,
com você.

(ENSAIO ENTRE DOIS CORPOS) Dito Bianchi